apologia?

A impunidade banaliza a violência que a injustiça social patrocina - e a passividade mantém tudo em seu lugar. Usar de irreverência para discutir assuntos sérios é uma estratégia de atingir mais pessoas, e de mobilizar os meios de comunicação para debater o que não deve ser apenas noticiado.

See also the english version of the project.

32 comentários:

cleber rosa disse...

dai fabio, blz?
cara, achei genial tua ideia e gostaria de publicar sobre ela em uma revista alternativa que to montando aqui no sul do país.
sera que tu responderia umas 3 perguntinhas para nós?
como surgiu a ideia do projeto e tal. aguardo resposta!
ah, e concordo ctgo quando diz q "usar de irreverência para discutir assuntos sérios é uma estratégia de atingir mais pessoas"

abraço

Emerson disse...

Fábio, parabéns pelo trabalho. Muito bom.
Só que agora, ou você coloca no mercado e ganha o dinheiro que você merece ou este jogo, na forma que você desenvolveu, será copiado e reinventado por outros.
Se não fizer por dinheiro faça pelos motivos social, educaional, informativo, político, etc.
Há vários motivos para que este jogo seja colocado a venda.

Eu quero um de Natal!

Thiago disse...

Muito interessante essa iniciativa, com toda a certeza.

Não sei se seria legal vender o jogo, porque a empresa do WAR deve deter direitos autorais, mas pra isso que existe camelô :D

Agora, não sei se, caso vc fizesse isso, a real proposta do jogo seria absorvida pelos jogadores...

PS: quero um de natal! xD

Rodrigo disse...

Excelente! Quero 2, e quando voce planeja começar a vender?

Jorge disse...

Fábio,
Parabéns pela qualidade do trabalho, fotos de satélite, organização,...
Conforme outras pessoas já "falaram" se você não colocar a venda outros farão e em alguns meses você vai ver a sua idéia enchendo os bolsos de outras pessoas. A Grow tem uma versão do War ambientada no imério Romano, logo poder ser que ela se interesse em pagar pela sua adaptação. Mesmo se você for não colocar a venda no mercado em geral eu gostaria de adquirir um exemplar.
Achei interessante o modo que você achou para chamar mais atenção para o problema da guerra diária que vivemos não só no Rio, mas em muitas cidades brasileiras.
Também gostei do seu blog.
Abraço e sucesso no mercado e no mestrado.
jorgeabsilva@gmail.com

Anderson Alcantara [<(BRA)>] disse...

Parabéns pela idéia.

Realmente o jogo no mínimo alcançará um de seus objetivos ao promover o debate. Eu sempre joguei jogos de tabuleiro quando era criança e nem por isso me alistei no exército, ou especulei minhas economias no mercado imobiliário, nem sequer tentei a sorte na roleta para virar milionário da noite para o dia, também não ganho a minha vida fazendo desenhos com nome de filmes para que as pessoas os adivinhem.

Se a Grow lançou versões alternativas e de pouco sucesso do War como a Star Wars, e a Império Romano, o que custa tentar o War in Rio? O momento é altamente favorável.

Sugiro a todos que entrem no site da Grow e perturbem os caras:

http://www.grow.com.br/Default.asp?area=12

Abs,
Anderson de Alcantara
Rio de Janeiro
(na fila para comprar um exemplar)

Anônimo disse...

Voce acaba de dar mais um tiro no turismo da cidade. Moro em Belo Horizonte e a partir de sua iniciativa, mais e mais mineiros irão deixar de visitar a Cidade Maravihosa, tamanho é o estereótipo que os própros cariocas inpingem na cidade. Quando se fala em Rio, os comentários sao de pavor. Como se aqui em BH não fosse muito diferente na questão da violencia.
Carioca de esperto não tem nada.
Tudo bem você vai ganhar o seu dinheirinho, mas não tem noção do prejuizo que teu lucro irá criar à tua cidade.

Mauro disse...

É verdade, desde o filme 'Casino', do Scorcese que ninguém nunca mais pensou em ir pra Las Vegas. Aliás, desde 11 de setembro o turismo em Nova Iorque foi pro brejo.

Acho estranho responsabilizar quem chama atenção para a realidade pelos estragos que esta realidade causa. Só quando todos acordarem para o caos que impera no Rio teremos algum horizonte. Enquanto ninguém acordar que venham os turistas admirar nossas favelas e se divertir assistindo os malabaristas nos sinais.

Concordo com a idéia do Ânderson, se a Grow não quiser comercializar, que deixe alguém mais fazê-lo. Ou faz ou sai de cima!

Anônimo disse...

Gostei da irreverência.
Pena que muitos não entendem.
Quanto ao "Elite da tropa", houve muita polemica mas vindo daquelas pessoas que sentiram o "dedo na ferida".
Isso ai.
Não achei o filme mais violento que a realidade.Seu merito foi "falar" o que a mídia não fala:
1 - Quem financia o trafego é a classe média.
2 - Existe corrupção na policia, mas começa no alto escalão.
Sugestão:
Pela capacidade demonstrada, sugiro que "lancem" o filme: " A elite da justiça ( Ou vice-versa).
Vamos mostrar nossa indgnação com a "madrastra" da violência.

Pablo Pamplona disse...

Parabéns, cara, uma crítica do caralho!
Criatividade a mil...

Avellan disse...

CAra vc tá de parabéns, sua idéia é genial. Vai um conselho cuidado, tem mta gente q não vai gostar. Mais um tapa na cara dessa sociedade hipócrita!!! Se for comercializar por favor avise q aqui em Minas tá td mundo esperando!!
Abraços!!

Dankotsu disse...

Oe, Fábio.
Não só a idéia foi boa, mas o jogo foi muito bem construído! Parabéns! Tudo com muito detalhe, tabuleiro legal, peças, cartas, logomarca..
Uma pena que esse jogo não será vendido, porque seria O JOGO MAIS VENDIDO DA HISTÓRIA na terra-sem-lei.
Pelo menos NESSE jogo, faríamos um pouco de justiça..
War in Rio® é sonho de consumo, amizade, é rir pra não chorar.
Boa Sorte com a Grow! estamos na torcida!

Capitao Ahab disse...

Grande fábio , rapaz , tua idéia foi muito boa , e a execução mais ainda. Bom , não sei s evc pretende oferecer pra Grow ,ou alguma outra empresa do tipo. Mas de repente tu podia colocar os arquivos para cada um fazer o seu proprio , War In Rio , em casa.
Abração , felicidades e boa sorte com o projeto.

Andressa disse...

oi!
Li a noticia no jornal e axei muito interessante!
parabens pela idéia e desenvolvimento do projeto...
Não sou muito fã do WAR...Mas o War in Rio eu com certeza jogaria....
Se lançasse no Natal então, seria O JOGO mais vendido, não só do Ano, mas da História!!!!!

Obs: Nada a ver essa história de apologia ao crime... com tanta coisa ruim por ai...seria mais uma forma das pessoas se distraírem em segurança nos seus lares!!!!

Liberio disse...

Parabéns pelo trabalho, genial... Boa sorte com a crítica dos hipocritas de plantão...
Lança esse jogo que será sucesso absoluto, eu quero comprar...

Abraço

Anônimo disse...

eu quero um de natal o/
acho que vo deixar de jogar no mapa mundi auqi de casa p jogar no war in rio =P

Leonardo Jansen disse...

caraca maluko!! uma puta idéia sem dúvida nenhuma!! já q vc teve todo ese trab de fazer as parada tu tem q arrumar um jeito de botar isso a venda....vai à luta meu caro parabéns pela coragem e criatividade! ^^
!!vlw!!

Jorge disse...

Ótima idéia. Já que não vai ser vendido, porque vc não coloca a disposição o download??

Blefe disse...

Opa Fábio!
Cara, a idéia é sensacional, e acho que realmente deveria ser comercializado ou postado para download. Por favor! Responda aos comentários! Ou venda os direitos a Grow e deixe que eles se virem!
Tu vai ficar rico cara!

Marina disse...

Fábio,

em tempos onde a banalização da violência atingiu a todos e nos transformou em seres apáticos, sua idéia e iniciativa trazem um pouco de esperança nas mudanças que ainda podem acontecer.
Sua idéia é genial, o seu blog muito inteligente e sua atitude louvável...
Parabéns!!!!

Mão Branca disse...

cara, que protesto bem bolado!
parabéns!

vc podia soltar o tabuleiro e as fichas na interNerd para as pessoas jogarem em casa, na mais livre expressão anárquica!

vou divulgar o projeto!
[]s+

Soldado-no-front disse...

UAI, NÃO VEJO APOLOGIA ALGUMA.

WAR IN RIO BEM QUE PODERIA TAMBÉM SE CHAMAR WAR EM SAMPA.

NÃO ACREDITO QUE O OBJETIVO SEJA ESTE.

John Lennon disse...

Aí Fábio, com certeza já estou na fila de espera para poder comprar o meu.
Já que existe War - Império Romano, porque não investir neste projeto, pois se o caso for violência, o Império Roamno não foi tão bonzinho assim.

Mas relamente espero que você consiga com a Grow, já enviei meu email pra lá

Abraço, John Lennon.

Renato disse...

A idéia foi muito boa. Gostem ou não faz parte da nossa realidade. Foi uma idéia muito melhor e mais criativa que as N roupagens de war já lançadas.

Inclusive, sugiro pesquisar um pouco sobre o uso educacional de jogos, talvez existam mais argumentos favoráveis ao seu trabalho que vc imagina ;-).

No mais achei i trabalho visual primoroso, o jogo parece agradável. Principalmente no uso de tipografia e escolha de cores. Mesmo que a grow não topasse existem outros mecanismos para jogos que podem ser utilizados.

djleb disse...

Olá Fábio, parabéns pelo brilhante trabalho...

Se tiver interessado em vender as imagens para que eu possa imprimir e colar no meu WAR me avise. E-mail: djlebbox-cadastro@yahoo.com.br

Shakur disse...

MAno tudo bem...gostaria muito de uma resposta sincera..tu vaai colokar este jogo pra gente comprar?? ou sei la algun geito da gente adiquirir?
grato desde ja..obs: jogo ótimo.
parabens.Abraços

Joâo Victor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renato BF disse...

Nossa João Vitor, modesta a sua propaganda hein? Se for tão boa quanto o seu jogo ficaria com o war in rio mesmo.

A grow deveria era tomar vergonha na cada e fazer um concurso de versões do seu jogo, isso sim. Já que eles vão requentar o War por toda a eternidade.

jcbadboy disse...

Fui vicado em WAR, tenho umada primeiras edições guardada a 7 chaves.
Compraria uma versão do War in Rio de certeza.

Julio
http://pcgamexp.com

raph disse...

O ciclo da hipocresia a beira-mar

Não me incomoda o barulho do tiro
Mas pensar que ele pode ter um alvo potencial
Não me incomoda o alvo que morre
Mas a matéria escancarada na seção policial
Não me incomoda o medo que a mídia gera
Mas lembrar que tudo isso podia ter tido solução
Não me incomoda a espera pela boa política
Mas o imenso atraso em nossa educação
Não me incomoda a criança carente
Mas o que ela poderá fazer contratada pelo tráfico
Não me incomoda o estado paralelo
Mas a insegurança das ruas da zona sul
Não me incomoda a violência
Mas a classe que a financia e consome a droga
Não me incomoda o rico viciado
Mas os pobres que se amontoam nas encostas
Não me incomoda a favela
Mas os tiroteios sasonais
Não me incomoda o armamento do bandido
Mas saber que foi comprado de policiais

Não me incomoda o barulho do tiro
Quase nada me incomoda
Exceto quando não faz sol
Nem dá praia
Na cidade maravilhosa

raph’08

http://textosparareflexao.blogspot.com/2008/08/o-ciclo-da-hipocresia-beira-mar.html

heitor rasta courage disse...

so cool man, lets live my brother

Fred disse...

Putz! que doido.
Quero esse jogo _o/